top of page
20230530_234503_0000.png

Oi pessoal, 👋 😊

Você acredita que todas mensagens mediúnicas nascem do além? Que todas incorporações mediúnicas são confiáveis? Minha jornada na Umbanda me fez questionar essas certezas, e me levou por um caminho de descobertas surpreendentes.

Descobri o Kardecismo em 2005 quando pisei pela primeira vez no Brasil.

Apesar de não ter origens brasileiras, descobri um centro de Umbanda perto de minha casa em 2012.

Movida pela curiosidade, decidi explorar e acabei me tornando membro de uma comunidade de Umbanda.

Não tinha qualquer conhecimento sobre a Umbanda, tampouco preconceitos. Essa experiência me proporcionou um olhar único sobre essas práticas e crenças, que irá revelar aspectos interessantes e suscitar questões relevantes sobre essa tradição.

Apesar das dúvidas e questionamentos que se multiplicaram ao longo dos anos, havia uma força que não consegui decifrar na época que me empurrava a persistir. Examino essas forças que me mantinham presa nesse ambiente.

Embora esse trabalho seja uma historia baseada na minha experiência pessoal e vista através de uma perspectiva umbandista, ele traz à luz problemas que são presentes não apenas na Umbanda, mas também no Kardecismo.

Espero que as reflexões e os questionamentos que apresento possam ser úteis para aqueles que fazem parte de ambos os campos.

 

🔄 Destina-se a todos os seguidores destas tradições bem como aos dirigentes destes estabelecimentos.

 

Enquanto exploro alguns dos problemas já levantados por Kardec, como a influência do médium sobre as comunicações espirituais, também introduzo uma variedade de tópicos novos.

Optei por disponibilizar todas as minhas análises e lições de forma gratuita, para que todos possam se beneficiar delas. Acredito que o conhecimento e a compreensão são fundamentais para uma prática espiritual saudável e consciente.

​Quis contribuir com novas perspectivas, levantando questões que eu me fazia e que muitas pessoas também podem estar se perguntando, apontando vários desafios que encontrei e a necessidade de auto-reflexão, aprendizado contínuo e honestidade rigorosa na avaliação de nossas próprias práticas. 🕯️

Tenho a intenção de expandir esses capítulos no futuro e compilar tudo em um livro. No entanto, decidi disponibilizar minha história em um formato mais acessível, para que até mesmo aqueles que não são muito afeitos à leitura possam encontrar recursos úteis.

 

Tentei ser a mais metódica possível, organizando as experiências e lições que aprendi de forma clara e estruturada.

 

Optei por compartilhar essa história em português porque acredito que possa ser particularmente útil no Brasil, onde há muitos seguidores do espiritismo. 🇧🇷

Apesar de falar fluentemente português, um idioma que amo ❤️, o português não é minha língua nativa. Por isso, às vezes cometo erros e tenho dificuldades para escrever. Peço que me perdoem por quaisquer erros. 🙏

 

Haveria tantas lições valiosas para compartilhar e transmitir, mas não teria cabimento suficiente kkkkk 😅.

Tive que fazer escolhas para não sobrecarregar.

 

No entanto, apesar da variedade das minhas experiências, todas convergem para as mesmas conclusões.

E são essas conclusões que espero que levem consigo.

Minha experiência e todas as conclusões me levaram a abandonar definitivamente a Umbanda.

Contudo, porque embora os verdadeiros fenômenos mediúnicos sejam raros em comparação aos ilusórios, presenciei comunicações "intelligentes" que não podem ser simplesmente reduzidas a meras ilusões. Também porque, o que vivi em algumas casas kardecistas desafiaram a compreensão humana e porque o kardecismo mudou positivamente a minha vida, continuo firme na fé, acreditando em Deus e na mediunidade, porém...de maneira saudável e ponderada.

 

Para progredir, é crucial identificar os verdadeiros problemas, enfrentar questões difíceis e trazê-los à luz. Fazendo isso, promovemos não só a melhoria, mas também a prevenção de futuros desafios.

Os problemas que levanto nesse trabalho refletem problemas já existentes dentro das práticas do Kardecismo e da Umbanda, que, infelizmente, podem levar alguns indivíduos a perderem a fé contradizendo o propósito essencial do Kardecismo e da Umbanda.

Quando mal interpretadas ou mal utilizadas, essas práticas podem trazer mais prejuízos do que benefícios sem que as pessoas os percebam.

Com uma prática ética e um entendimento claro, podemos proteger aqueles em jornada espiritual, restaurar a fé de quem a perdeu e fortalecer a de quem persiste na busca.

Torço pela Fé, mas para uma fé saudável e raciocinada.

Se acharem que esse trabalho, baseado na minha experiência pessoal, pode ajudar alguém, peço que compartilhem. Acredito que compartilhar nossas experiências, mesmo as mais difíceis, pode ser uma força transformadora. 🔄 No final das contas, estamos todos juntos nesta jornada espiritual, aprendendo uns com os outros e descobrindo nossos próprios caminhos. 👫👬👭

 

Se a minha história ressoar com vocês ou se quiserem se conectar com alguém que passou por experiências semelhantes, sintam-se à vontade para se conectar comigo ou entrar em contato. 💌

Com gratidão. 🙏

 

Arina, a gringa e irmã de fé do outro lado do mundo 🌎🕊️

 

 

  • Facebook
  • TikTok
© Copyright
bottom of page